Destaque

Gatos e plantas: benefícios e restrições


Foto: Laura Tosetto Longo

Quando a gente chega em casa com uma plantinha nova, é difícil um gato que não fique curioso para cheirar ou comer as folhas e flores do vaso. Ao mesmo tempo em que existem plantas que trazem benefícios para a saúde e o bem-estar dos felinos, é importante conhecer alguns vegetais que são tóxicos para os bichanos. Veja abaixo.

Plantas benéficas

A mais famosa de todas é a catnip, também conhecida como a erva do gato. Da família das hortelãs, é conhecida por provocar rápidas alterações no comportamento dos felinos, quando estes entram em contato com suas folhas, flores ou mesmo com a erva desidratada, vendida em pacotinhos prontos para o uso nos petshops. Cada gato tem uma reação diferente a ela: alguns se agitam, outros se acalmam e uma parte dos bichanos não aparenta nenhuma alteração. Dependendo de como é usada, apresenta também efeito analgésico e sedativo, ajudando ainda em problemas estomacais e com as famosas bolas de pelo.

A valeriana tem efeitos semelhantes ao da catnip, e é historicamente por ter propriedades tranquilizantes quando ingeridas por humanos. Os gatos podem gostar de mastigá-la, especialmente a raiz. Atenção: o óleo essencial de valeriana, comercializado em farmácias, não deve nunca ser dado aos gatos pois contém elementos tóxicos para eles.

Plantas aromáticas conhecidas por produzirem ótimos chás também podem atrair os gatos e não apresentam riscos caso consumidas pelos felinos, entre elas o capim limão, a camomila e a hortelã.

Já a citronela, o alecrim e a lavanda trazem benefícios para os pets em geral pois funcionam como repelentes naturais de pulgas e mosquitos, e não apresentam riscos à saúde dos gatos.

Plantas tóxicas